Your Heading

rebostejos

sobre o rebostejos

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam,

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Versões
    No meio dessa polêmica sobre a autorização prévia para realização de biografias - se não sabe do que estou falando, clique aqui - alguém mencionou o nome da Dra. Solange, que foi a principal censora da época da ditadura. Sob o pretexto da "manutenção da moral e dos bons costumes", a tesoura da Dra. Solange cortava ou proibia músicas, livros, notícias e qualquer coisa que fosse contrária aos interesses do governo. Em "homenagem" à censora o Léo Jaime, que tivera muitas músicas vetadas por ela, gravou uma versão de uma música do The Police. Assim, So Lonely virou Solange, com uma letra bem direta à destinatária.   O clipe original:   O versão do Léo Jaime: http://youtu.be/sV_cWYMKxrI   Eu tinha tanto pra dizer Metade eu tive que esquecer E quando eu tento escrever Seu nome vem me interromper   Léo Jaime já tinha feito outra versão com Sonia.      

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.