Your Heading

rebostejos

sobre o rebostejos

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam,

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Algumas palavras sobre o Pinheirinho
  Acompanho o problema do Pinheirinho à distância, pela imprensa, então não me sinto à vontade para tratar dos aspectos jurídicos da ordem de reintegração de posse emitida pela Justiça Estadual. Não posso dizer se a decisão obedece a técnica da lei, e me parece discutível a alegação de existência de competência da Justiça Federal no caso. O que sei é que um problema que trata da moradia de mais de 6000 não pode ser tratado apenas em seus aspectos jurídicos. O que sei é que as autoridades - judiciárias, políticas e policiais - não podem ignorar a relevância social que o caso ganhou. O que sei é que o preâmbulo da Constituição Federal de 88 diz que neste país tão importante quando a segurança e a justiça são o exercício dos direitos sociais, o bem estar, o desenvolvimento e a igualdade, e que este são os valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida com a solução pacífica das controvérsias. Ainda havia a possibilidade de realização de um acordo, e o Governo Federal demonstrara interesse em intervir no caso. As autoridades locais, porém, preferiram exercer seus poderes e realizaram a reintegração num domingo, a despeito das ordens desencontradas da Justiça Estadual e da Justiça Federal, com violência e sem respeito aos direitos mais básicos de milhares de pessoas. Estão desalojando à força mais de 1800 famílias, mas são famílias onde quase todos são pretos, ou quase pretos de tão pobres, e os governos do Estado de São Paulo e do Município de São José dos Campos têm outras prioridades. Nessas horas eu penso no Haiti, eu rezo pelo Haiti. O Haiti é aqui. http://www.youtube.com/watch?v=fvnANdUyexs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.