dez 192011
 



Todo mundo esperava a vitória do Barcelona, mas acho que ninguém acreditava em uma derrota tão acachapante do Santos.

***

As manchetes falam que o jogo de ontem deixou clara a necessidade de repensar o futebol brasileiro, o que é verdade, mas isso não decorre apenas da goleada da véspera. Já faz muitos anos que os times europeus demonstram superioridade sobre os sulamericanos, mesmo quando perdem.

***

O último time brasileiro que foi superior a um europeu foi o São Paulo de 92. Nenhum outro time nacional depois disso derrotou seu adversário demonstrando um futebol melhor. O time campeão de 93 era bom também, mas não era melhor que o Milan. O Grêmio de 96 talvez fosse igual ao Ajax. Depois disso, todos os times jogaram apostando em retrancas absolutas e contra-ataques fortuitos, e aconteceu de vez em quando de dar certo, inclusive no tricampeonato tricolor de 2005 e no título do Inter no ano seguinte.

***

Aquele São Paulo de 92 era um timaço (não só pelo jogo contra o Barcelona – as duas partidas contra o Palmeiras, na final do Paulistão daquele ano, foram antológicas). Contudo, apesar dos títulos conquistados, acho que o time de Telê não é reverenciado hoje como deveria, mesmo tendo Cerezo, Raí, Muller, Palhinha, Zetti e Cafu (que jogava como meia!).  Você pode até argumentar que nas outras posições não havia craques, mas dos titulares do Santos ontem, por exemplo, apenas Neymar e Arouca seriam titulares – ou você colocaria Ganso, a promessa, no lugar de Raí, o decisivo?  

***

O Brasil precisa sim repensar a sua filosofia de futebol. O campeonato brasileiro parece que acertou sua fórmula, agora é hora de acertar os times. O problema é que não vejo sendo possível tendo Mano Menezes no comando da Seleção.

***

Ah, já ia me esquecendo: perder de quatro na final do Mundial pro Barcelona é feio, mas não é pior que ser desclassificado pelo Tolima na pré-Libertadores.