jan 212014
 

.

tango e cash

 

Quem viveu nos loucos anos 80 sabe que eles não foram tão loucos assim, e que nessa época Sylvester Stallone e Arnold Schwarzenegger eram os senhores absolutos do cinema. Causou-me estranheza, portanto, que no sábado tenha passado um filme do Stallone de 1989 que eu nunca tinha visto, TANGO & CASH.

Disse que a década de 80 não foi tão louca porque naquele tempo eu era apenas um menino passando para a adolescência. Teve gente que aproveitou muito mais que eu, afinal, minha ideia de diversão era sentar no sofá pra ver o Rambo ou o Predador metralhar inimigos e explodir coisas e vice-versa. Só no começo dos anos 90, quando comecei a trabalhar e ter meu próprio dinheiro, é que passei a sair pelo mundo afora –  ou nem tanto, já que não tinha carro e minhas aventuras iam até aonde aguentava andar.

Assistir os filmes daquela época tem muito de nostalgia, mas é sempre divertido. Às vezes chega a ser inacreditável que as pessoas tenham realmente usado aqueles cabelos armados e paletós com ombreiras. Da minha parte, lembro que usei muitas vezes o moletom por baixo da camiseta de manga curta, como via os caras nos videoclipes que passavam no Super Special da TV Bandeirantes.

TANGO & CASH é um filme típico daquela época, inclusive quanto à sua qualidade duvidosa. O que talvez tenha de mais positivo é que os próprios envolvidos começaram perceber o ridículo de se levar a sério e por isso o filme tem mais humor – há até uma passagem em que o personagem do Stallone chama Rambo de bicha após ser comparado com o herói daquele outro filme.

 

 

 

.