out 292012
 

 

Quando me perguntam o motivo de eu ter um blog geralmente também questionam se isso dá dinheiro.

Sempre respondo que ainda não ganhei nada, mas que o blog é apenas a ponta de lança de um conglomerado multimídia que um dia abalará os alicerces do mundo como o conhecemos. Enquanto isso não acontece, sigo expondo minhas sandices e cutucando meus fantasmas através dos meus posts.

Já mudei de servidor, de domínio, de layout e de logotipo (o que hoje uso foi criado pela minha designer e irmã predileta, Ana Baccaro), mas o conteúdo tem mantido a mesma linha. Não obstante, criei novas seções e personagens, e tenho um monte de rascunhos e ideias que preciso desenvolver melhor.

De fato, o blog não me dá dinheiro, mas tenho prazer em mantê-lo. Acho que umas duas ou três pessoas também gostam dele, o que ressalta a tese de que há gosto pra tudo nesse mundo.

Falei isso tudo porque dia 20 último o Rebostejos fez aniversário. Não sei se muitos outros virão, mas eu curti esse ano que passou.

jan 112012
 

 

Este é o novo Rebostejos.

Mas não adianta se animar, as novidades são apenas na forma, o conteúdo continua o mesmo.

Como já tive uma experiência ruim muitos anos atrás, quando hospedei algumas coisas em um serviço gratuito (maldito hpg.com.br!), busquei um novo servidor e um domínio próprio (www.rebostejos.com.br). Além disso, mudei do Blogger para a  plataforma WordPress, que oferece maiores opções de customização e é mais prática para alguém que é apenas semi-alfabetizado em relação a internet (só consegui fazer a transição graças ao auxílio e a paciência do meu amigo Adauto, do www.legal.adv.br).

Acho que este visual está mais bonito e organizado (falta só um logo melhor, mas não quero pressionar a minha designer predileta por enquanto), porém pode ocorrer de alguma coisa não funcionar direito, então me avise. Lembre-se, todavia, que a condescendência é uma virtude muito bonita, que deve ser sempre exercitada.