mar 282012
 

 

 

Sarney e eu continuamos a nos falar nas vezes em que nos encontramos. Sarney, homem extremamente educado, me tratando com o respeito que me deve, eu, mais bem educado do que ele, o tratando com a ironia devida.

A frase acima está na introdução de Millôr às suas notas sobre “Brejal dos Guajas”, escrito por José Sarney. O mestre dissecou e destroçou o livro praticamente linha por linha, num texto excepcional, que serve como um pequeníssimo exemplo de sua obra.

A perda de Chico Anysio e de Millôr numa mesma semana é uma verdadeira tragédia. Eram dois gênios, não há outra palavra para descrevê-los, e dá até medo quando penso no que restou.

Que este mês de março acabe logo.