nov 142013
 

 

 

Faz muito tempo que não publico nada sobre Techerinha no blog. Nessa era em que escrever sobre a vida de alguém sem autorização pode render uma música de protesto do Djavan, achei melhor guardar as informações que tenho para um momento mais apropriado, como quando os grandes músicos da nossa MPB pararem de ter vergonha de suas histórias e recuperarem a noção.

Mas me incomoda saber que algumas pessoas não acreditam que Techerinha existiu. Já ouvi desses pobres de espírito que as histórias do maior craque de futebol de todos os tempos são apenas fruto das ideias tortas de um absoluto demente.

Não gostaria de frustrar as centenas de milhares de pessoas que lêem este blog, mas tenho que admitir que ainda não cheguei no ponto da demência absoluta. Ainda. Sou apenas um cronista, ensaísta, contador de histórias e observador de nosso tempo que com genialidade, brilho, sagacidade e alguma modéstia traz ao mundo histórias sobre tudo e mais um pouco, inclusive as que são sonegadas pelas autoridades do futebol mundial.

Como já denunciei em outros posts, o status quo sabotou a maioria dos arquivos sobre Techerinha, isso para inflar a figura do tal do Pelé. Mas os poderosos não podem tudo, e apresento abaixo algumas fotos que comprovam a existência do Magnânimo Techerinha:

 

Techerinha observa Leônidas da Silva dando uma bicicleta. O craque achava o lance tão banal que só admitia fazê-lo com as pernas amarradas.

 

Nesta foto o craque é abraçado por seus colegas depois de ter feito um dos seus magníficos gols. Alguns jogadores tinham até cãibras de tanto abraçar Techerinha.

 

Techerinha se prepara para tomar a bola de Sócrates. O Doutor abandonou o futebol e foi ser apenas médico depois de ter sido humilhado pelo craque.

 

Raríssima foto colorida de Techerinha, durante um jogo no Japão, na província de Nin Ten Do.

 

 

.