mar 012012
 

 

Techerinha sempre jogou pelo JAC DA FLORESTA, com exceção de algumas partidas beneficentes que fazia pelo mundo para distribuir solidariedade e divulgar os conceitos práticos e teóricos do glu-glu. Apesar de profissional, jamais dispensava uma pelada e quanto mais isso fosse literal, melhor.

Certa vez, contudo, nosso herói quase deixou a paradisíaca terra natal para ir jogar no exterior. Ele já estava no final de sua gloriosa carreira e muitos amigos o aconselhavam a ir ganhar dinheiro no estrangeiro, como Pelé fizera anos antes.

Mas Techerinha não estava decadente quanto o ex-santista e não queria jogar num time de mentira num lugar aonde o futebol não era mais que uma farsa.

É preciso deixar claro: se Pelé merece crédito por alguma coisa, foi por ter sido um dos precursores do showbol: com a carreira praticamente acabada, foi se exibir em gramados sintéticos, com outros jogadores semi-aposentados, em times inventados. O tal do Cosmos, por exemplo, não tinha passado algum e hoje nem existe mais. Era um Grêmio Barueri de Nova Iorque, nada mais que isso.

Techerinha só aceitou propostas que vieram de times tradicionais, e no final brigavam pelo passe do craque os históricos Barcelona e Arsenal (Barcelona de Quayaquil e Arsenal de Sarandí, é certo, mas ainda assim mais tradicionais que o Cosmos).

A notícia de uma possível saída do mestre do absurdo inflamou os ânimos. Os fãs então organizaram e os movimentos “Fica, Techerinha” e “Num vai embora, zé ruela!” tomaram as ruas da cidade. O gênio ficaria sensibilizado com as centenas de milhares de cartas que lhe enviaram, caso soubesse ler.

Como estava na dúvida entre qual time escolher, o craque decidiu se informar sobre as cidades envolvidas, e ao final optou por não sair do JAC DA FLORESTA. Ao ser perguntado sobre os critérios utilizados, o craque foi enfático: “Cumé qui vô morá numa cidade qui num tem bolinho caipira?”.

Ao contrário de Paris, que não conseguiu segurar Zidane, Jacareí manteve o seu maior craque graças a pujança de sua culinária.

 

 

 

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)

Loading Facebook Comments ...

Warning: require_once(/home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/partials/.php) [function.require-once]: failed to open stream: No such file or directory in /home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/container.php on line 103

Fatal error: require_once() [function.require]: Failed opening required '/home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/partials/.php' (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/container.php on line 103