abr 102013
 

 

Figura fundamental na literatura, Sherlock Holmes está mais presente do que nunca na cultura pop. Além de novos livros, escritos com a aprovação da família de Sir Conan Doyle, o personagem tomou conta dos cinemas e da televisão.

Na série Elementary, que passa por aqui no Universal, Sherlock Holmes deixou Londres para viver na Nova York contemporânea. E Watson agora é uma mulher, vivida pela pantera Lucy Liu. Desta série vi apenas um capítulo, que achei legalzinho, mas não sei como estão desenvolvendo o personagem.

 

elementary-1

 

Na televisão até pouco tempo atrás havia House, que seria uma versão médica do investigador. Embora os mistérios fossem clínicos, a busca pelas respostas e o estilo analítico de Sherlock foram a grande inspiração daquela série, por isso não foi coincidência que seus melhores amigos tivessem nomes começados com as mesmas iniciais (dr. John Watson e dr. James Wilson), que ambos morassem em apartamentos com o mesmo número (221B), que ambos fosse solteirões cínicos e de difícil convivência, etc.

 

house sherlock

 

No cinema os americanos apostam em Robert Downey Jr. como a estrela de uma franquia baseada no personagem. Os dois filmes feitos até agora são bacanas, colocam Sherlock no tempo e espaço originais, mas trazem uma versão do investigador mais aventureira e menos fleumática – mais ao estilo Hollywood do que Londres.

 

sherlock downey

 

De volta à televisão temos a  melhor das novas versões, que é a série realizada pela BBC. Cada temporada tem 3 filmes, de uma hora e meia cada, e responde pelo elementar nome Sherlock. O protagonista é vivido por Benedict Cumberbatch, que em breve estará nas telas no novo Jornada das Estrelas, e o indispensável Watson é vivido por  Martin Freeman, de O Hobbit.

Esta versão inglesa adapta as histórias clássicas ao mundo atual de forma muito engenhosa, dando ênfase às melhores características do personagem.

 

sherlock bbc

 

Como se não bastassem tantos filmes e séries diferentes, no final do ano passado saiu a notícia da produção de um remake do clássico dos anos 80 O Enigma da Pirâmide, que mostra Sherlock e Watson adolescentes.

Haja mistério.

 

 

  3 Responses to “Elementar”

  1. Wagner.

    Pois é entrei pra ler e escrever sobre os botecos e acabei me deparando com esse texto aqui sobre o Sherlock Holmes. Tô acompanhando a série Elementary da Universal e ele é bem legalzinha, um bom divertimento, mais nada além disso, fica a expectativa de quando o Sherlock vai ficar com a Watson. Parece que é dos mesmos produtores (diretores?) do House, que como você disse no texto é baseado no Sherlock original. O que é divertido é que este Sherlock me parece mais baseado no House do que no Sherlock original.
    Pra finalizar uma curiosidade:
    O pai do Fernando Vanucci se chama (chamava?) Sherlock Holmes, era surdo e torcedor fanático do Botafogo, como os jogos não passavam na TV, o Vanucci ficava na ouvindo o jogo e repetindo o que o narrador dizia, assim, o pai dele “ouvia” o jogo por leitura labial. Abraços. Leonardo.

    • Léo, é interessante comparar os Sherlocks de Elementary e da BBC, até a motivação de ambos é diferente. Os dois são pessoas mal adaptadas ao nosso mundinho, mas o da série inglesa é mais divertido, e o da série americana, mais angustiado.

      Essa do pai do Vanucci eu não sabia. O fato de ser torcedor do Botafogo é suficiente para concluir que, de todos os Sherlock Holmes existentes, com certeza esse carioca é o menos perpicaz.

  2. […] três filmes no final de semana. Sobre dois eu já tinha falado, ainda indiretamente, neste post aqui, mas ainda não tinha assistido as continuações de Sherlock Holmes e Star […]

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)

Loading Facebook Comments ...

Warning: require_once(/home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/partials/.php) [function.require-once]: failed to open stream: No such file or directory in /home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/container.php on line 103

Fatal error: require_once() [function.require]: Failed opening required '/home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/partials/.php' (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/container.php on line 103