jan 122012
 

 

Lucha Libre

 

Sexta-feira, começo da noite, saída do Espaço Unibanco em São Paulo.

– Sr. Babenco, sr. Babenco, por favor, só um minutinho…

– Pois não, em que posso ajudá-lo?

– Eu queria apresentar pro senhor as ideias que tenho para umas séries de tv.

– Olha, eu sou um diretor de cinema, tv não é o meu negócio. E agora eu não tenho tempo pra isso, vou jantar, tá bom?

– Não tem problema, minha casa é aqui pertinho, podemos jantar lá e te eu mostro meus projetos.

– Ah, entendi. Olha, sinto muito, mas eu sou hétero e não tenho interesse…

– Não, não, não é nada disso. Eu também não sou boiola.

– Sei… Mora perto da Frei Caneca, convida um homem pra jantar, usa um cabelo pintado e diz que não é gay…

– A cor não tá boa ainda, né? Eu pintei o cabelo pra tirar as luzes, não ficou bem em mim. Mas isso não tem importância, o que quero apresentar ao senhor é uma ideia pra revolucionar a tv latinoamericana, unindo as séries de tribunal, tipo Law and Order, com a comédia popular, tipo Chaves.

– Ãh?

– Veja se não é uma boa: todo episódio começaria com alguém recebendo uma intimação, e quando o oficial de justiça fosse embora, a pessoa diria: “e agora, quem poderá me defender?”. Aí surgiria de um lugar inusitado um homem com terno vermelho e gravata amarela dizendo “eeeeeuuuuuuu!” e todos exclamariam “oh, o Chapolin Advogado”!

– O quê?

– As possibilidades de roteiro seriam infinitas, mas três ou quatro situações repetidas sempre já bastariam para a série cair no gosto popular. Em pouco tempo os bordões tomariam as ruas.

– Bordões?

– Sim, imagine o povo repetindo “todos os meus honorários são friamente calculados!”, ou “suspeição desde do princípio!”, ou “ninguém tem audiência comigo” ou ainda “não contavam com minha arguição de descumprimento de preceito fundamental?”!

– Minha nossa…

– Dá até pra fazer um reality show pra escolher o protagonista, e pra aproveitar a onda de UFC, é só colocar um hispânico e um brasileiro disputando o papel principal em uma briga no estilo lucha libre. Seria um baita sucesso o combate entre Antonio “Diablo” Banderas e “Misterioso” Rodrigo Santoro! E aposto que muita gente pagaria pra ver o Benício del Toro mascarado dando um mata-leão no Dado Dolabela!

– Putaquepariu…

– Então, o que acha?

– Eu achei essas suas ideias tão… tão… Olha, você deveria procurar o Silvio Santos, ele é de televisão e pode trabalhar melhor com isso.

– Não posso mais falar com o Silvio, a ordem de restrição não permite… Mas tá bom, eu vou procurar alguém da TV. O senhor tem o telefone da Ana Hickman?

– Da Ana Hickman?

-Eu posso ser meio maluco, seu Babenco, mas não sou bobo.

 

.

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)

Loading Facebook Comments ...

Warning: require_once(/home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/partials/.php) [function.require-once]: failed to open stream: No such file or directory in /home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/container.php on line 103

Fatal error: require_once() [function.require]: Failed opening required '/home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/partials/.php' (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/rebostej/public_html/wp-content/plugins/gplus-comments/includes/templates/container.php on line 103